Cerebro Nature Ampolas

Em situações de intensa actividade intelectual, para fortalecer a sua capacidade de aprendizagem e memória.

Apresentação: Caixa com 20 ampolas

Ingredientes: Água, Edulcorantes; Sorbitol. Lecitina de Soja, Ginseng Coreano, Fósforo Orgânico, Guaraná, Cola, Aspartato de Arginina, Ginkgo Biloba, Ácido Glutâmico, Aroma, Vitamina E(D-Alfa-Tocoferol), Vitamina B1(Cloridrato de Tiamina) 0,01%, Vitamina B12 (Cianocobalamina) < 0,01%, Conservante: P-hidroxibenzoato de metilo.

Indicações: Em situações de intensa actividade intelectual, para fortalecer a sua capacidade de aprendizagem e memória.

Conselhos de utilização: Tomar 1 ampola antes do almoço, podendo tomar 2 ampolas por dia.

Características do produto: Dada a sua constituição, o CerebroNature melhora a memória e a acuidade mental, potencia e melhora a capacidade de aprendizagem, protege o cérebro das oxidações e constitui, por tudo isto, um importante suporte nutricional para todo o sistema neurovascular.

ÁCIDO GLUTÂMICO –- Além de consistir num aminoácido, os “tijolos” indispensáveis para a síntese proteica, o ácido glutâmico é ainda um dos neurotransmissores excitadores mais importantes do Sistema nervoso central. Supõe-se que o glutamato (forma aniónica do ácido glutâmico) está envolvido nas funções cognitivas de aprendizagem e memória.

ASPARTATO DE ARGININA –- O Aspartato de arginina é essencial no combate a manifestações de fadiga muscular, tendo uma acção complementar desintoxicante e estimuladora das glândulas supra-renais. A toma deste suplemento é indicada em situações que causem cansaço e falta de apetite, nomeadamente, situações de intensa actividade laboral ou stress.

COLA (Cola acuminata)-– Os nativos da África ocidental utilizam profusamente as sementes de cola para o combate da fadiga, suportar longas marchas e contornar depressões ou melancolia. Efectivamente, as suas acções fisiológicas justificam esta escolha empírica: esta planta tem propriedades cardiotónicas, promove a regulação da pulsação e um ligeiro aumento da tensão arterial. Além disso, esta planta é utilizada em situações de neurastenia ou histeria, estados mentais caracterizados por desânimo, desalento psíquico.

FÓSFORO ORGÂNICO -– O Fósforo é um elemento de vital importância no crescimento e saúde de plantas e animais. É um importante constituinte dos dentes e ossos e, sob a forma de ATP (Adenosine TriPhosphate), é indispensável para todos os processos bioquímicos. Além disso, é um elemento constituinte do tecido nervoso bem como do protoplasma celular.

GINSENG COREANO (Panax ginseng)-– Uma vez que consiste num tónico e estimulante, esta planta é útil em situações de debilidade mental, perda de apetite e de problemas gástricos. A sua administração prolongada tem comprovados benefícios no combate à exaustão mental decorrente de excesso de trabalho, ao abatimento nervoso extremo e à anemia cerebral.

GINKGO BILOBA -– São vastamente reconhecidas as propriedades vasodilatadoras e anti-oxidantes desta planta. Ao aumentar a circulação vascular cerebral, aumenta o aporte de oxigénio e nutrientes às células neuronais, melhorando significativamente as faculdades cognitivas, nomeadamente a memória. Esta planta tem demonstrado ser particularmente eficaz em perturbações de memória associadas ao envelhecimento.

GUARANÁ (Paullinia cupana) -– A utilização do Guaraná como tónico energético eficaz, promotor da acuidade mental e da memória remonta aos tempos das tribos dos Ameríndios mas esta escolha tem vindo a ser validada cientificamente ao longo dos tempos pela civilização ocidental. Além de estimulante do sistema nervoso central e, consequentemente, activador da memória, o Guaraná tem propriedades antioxidantes e calmantes.

LECITINA DE SOJA (Glycina max) -– A Lecitina de soja é um suplemento alimentar rico em fosfolípidos, principais constituintes das membranas celulares, particularmente abundantes e importantes nas células cerebrais. A lecitina mantém uma boa transmissão dos impulsos nervosos, melhorando, consequentemente, a memória e o rendimento intelectual.

VITAMINA E -– O papel principal da vitamina E é a protecção dos tecidos do corpo de reacções que os danifiquem, por acção de metabólitos endógenos normais ou de agentes tóxicos exógenos. Entre estes tecidos incluem-se as membranas biológicas dos sistemas nervoso, muscular e cardiovascular.

VITAMINA B1 (Tiamina) -– A tiamina é um substrato essencial no ciclo metabólico dos hidratos de carbono, ou seja, para a obtenção de energia a partir da decomposição da glicose. A tiamina desempenha ainda um papel importante na condução dos impulsos nervosos e no metabolismo aeróbio.

VITAMINA B12 -– A Vitamina B12 é necessária para a formação dos componentes celulares sanguíneos, do revestimento dos nervos e de proteínas. Existem, ainda, evidências de que a vitamina B12 é importante para a síntese dos poliglutamatos dos folatos (coenzimas activas necessárias na formação do tecido nervoso) e na regeneração do ácido fólico durante a formação dos glóbulos vermelhos.